terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Do que eu sinto mesmo falta é das tardes de sol na esplanada do café onde íamos sempre, onde tomávamos café, discutíamos o que de futebol vinha no jornal e fazíamos as palavras cruzadas, sempre um a intercalar o outro, para não haver chatice. Se pudesse, voltava a ter de novo essas tardes quentes de sol, passadas de saia e sabrinas e acima de tudo, com aquela leveza de quem não tem grande coisa com se preocupar.

2 comentários:

Bloguótico disse...

Que venha o Verão, rapidamente! :p

∗ANA∗ disse...

Tenho tantas saudades do calor...

Sniff sniff :(

XOXO