quinta-feira, 19 de março de 2009

Mudanças



Confesso que não sou grande fã de mudanças. Não que as abomine, nada disso!, mas, como boa portuguesa que sou, sou muito risk adverse, porque gosto da estabilidade e de saber com o que contar. Claro que as surpresas, quando são boas, sabem pela vida e têm o condão de me deixar com um sorriso de orelha a orelha.
Com o passar dos anos, que já me trouxeram muitas mudanças - umas boas outras nem por isso - aprendi que elas vêm sempre, quer se queira quer não, quer se goste quer não. E já que não podemos fazer nada para as evitar, não adianta remar contra a maré. Por isso, resta uma opção: adaptarmo.nos da melhor forma que pudermos. É que se não acompanhamos o ritmo, somos ultrapassados e ser ultrapassado não me parece que seja bom.
Às vezes tenho a sensação que quanto mais me esforço por mudar, mais fico na mesma. O que invariavelmente resulta num grande nó na cabeça, porque não sei se isso é bom ou não. Só sei é que neste momento, uma mudança daquelas a sério vinha mesmo a calhar.

13 comentários:

Bloguótico disse...

Toca a mudar... desde k seja para bem, as mudanças vêm sempre a calhar! ;)

L!NGU@$ disse...

Gostei muito da frase. :)

rosemary disse...

Eu também não gosto de mudanças, porque elas significam rumar para o desconhecido, e isso provoca receios. Mas faz parte da vida, temos que remar a favor da maré e dar todos os dias o nosso melhor :D

Bjs*

disse...

Percebo isso do conforto e a segurança do que já se tem nos levar a avitar grandes mudanças que nunca se sabe se não resultarão. Mas às vezes é tudo o que precisamos para ter um novo fôlego: mudar!

inwhitelight disse...

Eu hoje sinto-me tão assim!!! Abençoada sejas por partilhar a doleur das mudanças que vêm e que a gente não quer e as que a gente quer e que não vêm...

Bisc8 disse...

A mudança, apesar de ser desconfortável, trás consequências boas! Traz-nos novas experiências, desenvolve em nós novas capacidades e torna-nos mais versáteis!

É óbvio que quando estamos felizes com a nossa circunstância é-nos difícil mudar, mas quem sabe não seja preciso essa mudança para alcançar uma felicidade ainda maior?

Um exemplo: sabe tão bem estar debaixo dos cobertores, numa daquelas madrugadas geladas, mas o facto é que se não sairmos de lá, perdemos o dia maravilhoso que está à nossa espera! :D

A adaptação custa, mas só os que têm maior capacidade de adaptação sobrevivem!

Renascer a cada dia, certo? ;)

Femme Fatale disse...

A melhor mudança é mesmo aquela que surge inesperadamente, sem planearmos nada, sem pensarmos em nada, mas que nos obriga a agir. =)

Um gajo qualquer... disse...

Eu podia muito bem ter escrito este post...


;)

Bardot disse...

Eu ia mudar de sitio...no entanto vou me ficar por aqui ainda =)
Mas o que acabas te de dizer é bem verdade. Se andares descontraida e fores tu mesma, as coisas mudam com uma naturalidade que nem dás conta, enquanto que se so pensares nisso o tempo nunca mais passa

Cabeça no ar disse...

eu adoro mudanças. fazem-me sempre bem, desde que sejam positivas :D

Alguém disse...

Isso é bem verdade... E às vezes o que queremos são mudanças e elas não têm jeito de aparecerem... Mas não desanimes que as coisas ainda acontecem :)

beijinho

Isandes disse...

tudo acontece no momento certo, para o bem e para o mal... kiss

Precious disse...

faço minhas TODAS as tuas palavras ! (o que já não é a primeira vez ne sweetie?!) lol **